Domingo, 20 de Abril de 2008

Camila Rodrigues comemora sucesso e diz não precisar de férias!

Camila Rodrigues chegou a fazer testes para ver qual filha do rígido delegado de Desejo Proibido ela interpretaria, a romântica ou a assanhada. Ficou com o papel da doce Guilhermina, enquanto a atirada Teresa parou nas mãos de Fernanda Paes Leme.

 

.

Na recta final da trama, a actriz não esconde a satisfação pela personagem que tem em mãos. E a boa repercussão do trabalho. "Estou feliz com essa chance. A novela deu uma mexida e em vez de encarnar uma menina super pura, fiz alguém mais saidinha ", resume. Na história, antes mesmo do casamento, sua personagem sucumbe aos encantos do namorado Gaspar, de Caio Junqueira. Ela aproveita a ausência do pai e tem a primeira relação sexual com o rapaz. Não é à toa que o momento que Camila vive na ficção a deixa animada. Desde que estreou na TV, como a Mari de América, em 2005, a actriz interpreta mulheres correctas e obedientes. No folhetim de Glória Perez , era uma filha bastante controlada pelo pai, interpretado por Paulo Goulart . E foi assim também na minissérie Amazônia , em que ela deu vida à seringueira Ciça , moça que já era casada e completamente apaixonada pelo marido. Apesar de garantir que não se incomoda em ser vista como boa-moça , a actriz quer uma oportunidade de encarnar figuras inescrupulosas ou dissimuladas. "Não tenho medo de rótulos, ainda estou começando. Mas todo ator gosta de papéis diferentes", enfatiza.

.

O figurino de Guilhermina e o jeito mineiro arrastado de falar da personagem foram novidades para a actriz, que é paulista, mas mora no Rio de Janeiro desde criança e nunca tinha feito uma novela de época. Mesmo assim, Camila conta que nem tudo foi inédito nesse trabalho. Quando relembra que a história de sua personagem sempre foi marcada pela vigilância ininterrupta do pai, vivido por Cássio Gabus Mendes, Camila recorda também situações que encarou na realidade. "Meu pai também era exigente e fazia questão que os meninos fossem em casa quando queriam me namorar. Tinham de pedir permissão", compara aos risos. Mas a actriz explica que era zelo normal de pai e faz questão de destacar que graças à família, não desistiu do sonho de ser actriz. "Nos testes em que fui reprovada, eles sempre me incentivavam a continuar", afirma.  Camila assume que hoje encara a actuação com mais tranquilidade , apesar de ainda sentir um friozinho na barriga. Porque, ao mesmo tempo em que a cada trabalho vai se sentindo mais segura, ela sente que a cobrança também é maior. "Tenho receio de não ter criatividade para construir um personagem", diz a actriz. Em casa, inclusive, diz que conta com a parceria do marido, o actor Bruno Gagliasso , sempre que pode. "Peço para ele bater o texto comigo", conta Camila. Depois de conhecer o actor durante as gravações de América, Camila teve a chance de contracenar com Bruno apenas uma vez, no especial de fim de ano Dom, em 2006. A actriz, que antes de estrear na TV fez cinco anos de teatro, se diz contente com os personagens que interpretou até aqui, mas não se dá por satisfeita. "Ainda tenho de aprender muito. Quero ficar cansada de trabalhar. Não preciso de férias", exagera.

.

Garota precavida
Desde os 15 anos Camila Rodrigues estuda teatro. Ela se formou na tradicional CAL, Casa das Artes de Laranjeiras, no Rio de Janeiro. Mas foi só aos 21 anos que estreou na TV, em América, de Glória Perez .
"Nunca tive dúvida, mas sempre tive medo", afirma a actriz. O medo, no entanto, não era em relação à enorme visibilidade que o veículo poderia trazer para sua carreira, mas à instabilidade que marca a profissão de actor . "É uma área muito incerta", explica Camila.  Em sua segunda novela, depois da minissérie Amazônia e um filme no currículo - O Cavaleiro Didi e a Princesa Lili - a actriz está longe de se dar por satisfeita. "Ainda não cheguei aonde quero", enfatiza Camila. E o que ela quer é investir na TV e no cinema, viver experiências novas para conseguir saciar-se. "São dois veículos que me deixam com gostinho de quero mais", diz. Para ela, que entre os 14 e 18 anos fez mais de 30 comerciais, o grande desejo é se realizar plenamente com o trabalho, em todos os sentidos. "Quero personagens que me instiguem e também quero que minha profissão me sustente. Esse sempre foi meu sonho", assume.

.

Instantâneas
# Camila Rodrigues é amiga íntima de Fernanda Paes Leme, sua irmã na novela. Durante esse trabalho ela também se aproximou muito de Bruna Marquezine , a irmã caçula na história.
# A actriz diz que ficou apaixonada pelo figurino que usa em Desejo Proibido. Para ela, o visual bem arrumadinho e romântico da época deixava as pessoas bem mais elegantes do que hoje em dia.
# O cabelo mais curto também agradou Camila pela praticidade . Como sempre teve cabelos compridos, no começo ela confessa que estranhou. Mas no decorrer da novela achou bem mais fácil arrumá-los para sair de casa.
# Para Camila, não existe preconceito em relação ao tipo de trabalho. "Não quero ser uma actriz só de teatro, TV ou cinema. Fazer arte independentemente do veículo", valoriza.

.

fonte: Terra

publicado por . às 15:35
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Cinema Portugues a 20 de Abril de 2008 às 17:22
Gostas do cinema nacional? o http://cinema-portugues.blogs.sapo.pt/ é o blog que te mostra tudo sobre cinema português. desde filmes antigos a novas estreias. visita-o e faz a tua critica acerca dum filme. o que é nacional é bom!


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. Último post: E o final fo...

. Último episódio de Desejo...

. Fernanda Vasconcellos fez...

. Desejo Proibido foi ontem...

. Último episódio de Desejo...

. Entrevista: Sthefany Brit...

. Camila Rodrigues em Malha...

. Murilo Rosa aproveita vis...

. Novos Casais: Camila Rodr...

. Murilo Rosa nos Globos de...

.arquivos

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008